Páginas

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Gratidão


O tempo passa e, por diversas circunstâncias, deixamos de cultivar o bem-querer. É por isso que estou aqui para fertilizar este seu encontro com minhas palavras. Deixar meu sinal de vida e semear o bem-querer contigo. Sei que meu jeito de expressar é observado como diferente, formal. Mas esta é a minha linguagem.
Gosto de expressar gratidão. Gratidão por me acolher em um canto da sua melhor morada: seu coração.
Saiba, se eu estou lhe enviando essa mensagem é porque deixou um pouco de ti em mim e eu de mim em ti. Não há outra explicação.
Quero não ser piegas, desejando um "boas festas", "próspero ano novo", como todos convenientemente fazem. Simplesmente, quero que você colha bons frutos decorrentes dos seus esforços realizados. Que tenhamos bons encontros!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Verbum Panis - Corale "San Francesco d'Assisi" Trapani 2008

Verbum caro factum est /
Verbum panis factum est.
Tradução:
O Verbo se fez carne,
O pão da Palavra de sucedeu.


Verbum Panis - traduzida

Compositor: Carmelo Teresina


Antes do tempo. Antes mesmo que a terra começasse a existir, o Verbo estava junto a Deus,
Veio ao mundo e para não abandonar-nos, nesta viagem nos deixou a Si mesmo como Pão.

Verbum caro factum est /
Verbum panis factum est. (bis)

Refrão:  Aqui ainda repartes o pão em meio a nós.
E quem o vier comer, não terá mais fome
Aqui vive a tua Igreja em torno a Ti. 
E cada um encontrará,  sua verdadeira casa.

Verbum caro factum est / Verbum caro factum est 
Verbum panis factum est. Verbum panis 

Antes do tempo quando o universo foi criado da escuridão,
o  Verbo estava junto a Deus
Veio ao mundo e  na sua misericórdia,
Deus mandou-nos o Filho seu a Si mesmo como Pão.

Verbum caro factum est
Verbum panis factum est. (bis)


Verbum Panis

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010





Passeio noturno por Sao Paulo (de cima)

São Paulo é uma cidade pulsante. Sou apaixonado porque ela abriga alta diversidade cultural. Sem dúvidas é o lugar mais cosmopolita da América do Sul. A produção desse vídeo dá a entender a dimensão que é a "terra da garoa".
Tenho orgulho de ser um cicerone paulistano! Welcome! Bienvenido! Bienvenue!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Roupa Nova - She's Leaving Home (Beatles)

Desde os tempos em que estudava radialismo, nunca esqueço de uma frase do jornalista Pedro Bloch, apropriada para o clipe do grupo musical 'Roupa Nova': "A voz só existe porque existe o outro."
Na carta dedicada aos artistas, o Papa João Paulo II deixa uma mensagem importante para os músicos: "a música é o meio mais eficaz de atingir os corações."
Como profissional de técnica vocal, digo que se os olhos são espelhos da alma, a voz é reflexo da personalidade. 'Roupa Nova' faz juz às citações que acabo de fazer. Veja e ouça atentamente o arranjo vocal nessa canção dos Beatles!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Aumento de salário dos parlamentares é abuso




Dom Manuel Edmilson Cruz (foto: J. Freitas/Agência Senado)

Até que enfim, em tempos de advento*, uma voz clama com vigor no desértico congresso brasileiro. Nessa terça-feira (21), Dom Manuel Edmilson da Cruz, bispo emérito de Limoeiro do Norte (CE), recusou-se a receber homenagem após a entrega da Comenda de Direitos Humanos 'Dom Hélder Càmara', em Brasília. Ele considera como "um atentado contra os direitos humanos do nosso povo" o aumento de salário dos parlamentares. Para o Congresso, é tempo de "festas" realmente.
O salário dos políticos no Brasil é o maior do mundo, devido a altas taxas de impostos que o brasileiro paga. Aqui não tem palhaço. Em Brasília tem? Pior que tá, agora fica.
O vídeo abaixo serve como protesto pelo abuso:


*Advento - adventus, em latim - significa vinda, chegada. Tempo litúrgico da Igreja em preparo do Natal.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Evolução de 15 Logotipos Famosos

Das corporações mais tradicionais até àquelas mais novas no mercado, quase todas já passaram por um processo de mudança em suas logomarcas. Ainda assim, raramente ocorre uma ruptura muito grande, ao ponto de deixar a marca irreconhecível ao consumidor, o que seria trágico em termos de mercado. Da Pepsi à IBM, passando pela Mozilla e pela Audi, conheça abaixo a linha evolutiva de 15 logomarcas de empresas globais:

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Apple link externo

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Audi

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Canon

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Ford

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

IBM

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Kodak

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Mercedes-Benz

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Microsoft

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Mozilla

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Nike

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Nokia

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Pepsi

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Shell

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Wal-Mart

Design: Evolução de 15 Logomarcas Famosas

Xerox


Fonte: Marcelo Rocha

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Parabéns, Nelson Sheep!


Nos tempos de intolerância por pessoas mal amadas, quero parabenizar o meu amigo, Nelson Sheep, pelo segmento comunicacional desenvolvido. O blog SUPERPRIDE é um trabalho acadêmico que foi aprovado pela bancada como término de conclusão do curso de Comunicação Social. Parabéns, Sheep! Parabéns pela coragem em desenvolver uma mídia com a sua identidade.

The Vocal People

Como músico cantor, quero que conheçam o grupo Vocal People. São 8 integrantes, cantores líricos, que impressionam ao emitir inúmeros sons. Eles provam que a voz é realmente o instrumento mais completo que existe. Dizem que vêm do planeta "Voca". Apreciem esses cantores líricos:

"A voz só existe porque existe o outro." (Pedro Bloch)


Tracklist:
A introdução é com o trecho da música "Ameno" - do grupo ERA - e as demais abaixo:

1. Johann Sebastian Bach - Toccata and Fugue in D minor
2. Hallelujah
3. Scott Joplin - The Entertainer
4. Chordettes - Mr. Sandman
5. Glen Miller - In The Mood
6. Little Richard - Tutti Frutti
7. Beach Boys - I Get Around
8. Doobie Brothers - Long Train Runnin'
9. Madonna - Holiday
10. Michael Jackson - Billie Jean
11. Eurythmics - Sweet Dreams
12. Mori Kante - Yeke Yeke
13. Nirvana - Smells like teen spirit
14. Spice Girls - If you wanna be my lover
15. Los Del Rio - La Macarena
16. Rednex - Cotton Eyed Joe
17. Britney Spears - Hit Me Baby One More Time
18. Baha Men - Who Let the Dogs Out?
19. C+C Music Factory - Gonna Make You Sweat (Everybody Dance Now)
20. Will Smith - Switch
21. Madagascar 5 vs. KK Project - I Like To Move It

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Pensemos...


'' ... Se você vive julgando as pessoas, não tem tempo para amá-las...''





"O senhor não daria banho em um leproso nem por um milhão de dólares? Nem eu. Somente por amor se pode dar banho em um leproso."





"A falta de amor é a maior de todas as pobrezas."





"É fácil amar os que estão longe. Mas nem sempre é fácil amar os que vivem ao nosso lado."




Não usemos bombas nem armas para conquistar o mundo. Usemos o amor e a compaixão. A paz começa com um sorriso”.
Madre Teresa de Calcutá - Nobel da Paz, no dia 17 de outubro de 1979.



Comentário sobre intolerância por Arnaldo Jabor

O jornalista Arnaldo Jabor afirmou que os agressores de gays são solitários e desamados por mulheres e homens. Clique no link e veja o vídeo:

http://video.globo.com/Videos/Player/0,,GIM1390590-7759-AGRESSORES+DE+HOMOSSEXUAIS+NAO+TEM+IDENTIDADE+ALGUMA,00.html

Agradar a todos, santa paciência ou missão impossível?

Estamos em época de festas nas empresas e quero partilhar um e-mail inusitado que recebi de um amigo. Agradar a todos é missão impossível ou santa paciência? Fica a pergunta.

Leia esta situação que aconteceu de verdade numa empresa em São Paulo.


De : Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.
Data: 01 de dezembro
Assunto: Festa de Natal

Tenho o prazer de informar que a festa de Natal da empresa será no dia 23 de dezembro, com início ao meio-dia, no salão de festas privativo da Churrascaria Grill House. O bar estará aberto com várias opções de bebidas. Teremos uma pequena banda tocando canções tradicionais de natal... Sinta- se à vontade para se juntar ao grupo e cantar! A árvore de Natal terá suas luzes acesas às 13:00. A troca de presentes de amigo secreto pode ser feita a qualquer momento, entretanto, nenhum presente deverá exceder R$20,00, a fim de facilitar as escolhas e adequar os gastos a todos os bolsos.

Boas festas para vocês e suas famílias,
Patrícia
____________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ ____

De : Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.
Data: 02 de dezembro
Assunto: Festa de Natal

De maneira alguma nosso memorando de 01 de dezembro pretendeu excluir nossos funcionários judeus! Reconhecemos que o Chanukah é um feriado importante e que costumam coincidir com o Natal, mas isso não aconteceu este ano. De qualquer forma, passaremos a chamá-la de 'Festa de Final de Ano'. A mesma política se aplica a todos os outros funcionários que não sejam cristãos e àqueles que ainda celebram o Dia da Reconciliação.

Não haverá árvore de Natal. Nada de canções de natal nem coral.
Teremos outros tipos de música para seu entretenimento.
Felizes agora?
Boas festas para vocês e suas famílias,
Patrícia
____________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ ____

De : Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.
Data: 03 de dezembro
Assunto: Festa de Natal

Com relação ao bilhete que recebi de um membro do Alcoólicos Anônimos solicitando uma mesa para pessoas que não bebem álcool... Você não assinou seu nome! Fico feliz em atender o pedido, mas se eu puser uma placa na mesa 'Exclusivo para AA', vocês não serão mais anônimos... Como faço então? Nenhuma troca de presentes será permitida, uma vez que os membros do sindicato acham que R$20,00 é muito dinheiro e os executivos acham que $20,00 é muito pouco para um presente.

NENHUMA TROCA DE PRESENTES SERÁ PERMITIDA, certo?
Patrícia
____________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ ____

De : Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.
Data: 07 de dezembro
Assunto: Festa de Natal

Eu não sabia que no dia 20 de dezembro começa o mês sagrado do Ramadan para os muçulmanos, que proíbe comer e beber durante as horas do dia. Talvez a Churrascaria Grill House possa segurar o serviço de bufê até o fim do dia - ou então, embalar tudo para que vocês levem para casa nas marmitas. O que vocês acham disso?

Novidades: neste meio tempo, consegui que os membros do Vigilantes do Peso sentem o mais longe possível do bufê de sobremesas; as mulheres grávidas sentem-se o mais perto possível dos banheiros; teremos assentos mais altos para pessoas baixas e comida com baixa-caloria estará disponível para os que estão de dieta.
Nós não podemos controlar a quantidade de sal utilizada na comida.
Desta forma, sugerimos para estas pessoas com pressão alta provar o gosto primeiro. Haverá frutas frescas de sobremesa para os diabéticos. O restaurante não dispõe de sobremesas sem açúcar.
Nossas profundas desculpas.
Esqueci de alguma coisa?
Patrícia
____________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ ____

De : Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS FILHOS DA PUTA QUE TRABALHAM NESTA EMPRESA.
Data: 08 de dezembro
Assunto: Festa de Natal DO CARALHO
Vegetarianos! ?!?!??! Sim, vocês também tinham que dar sua opinião de merda ou reclamar de alguma coisa!!! Nós manteremos o local da festa na Churrascaria Grill House; quem não gostar, foda-se! Então, como alternativa, seus putos, vocês podem sentar-se quietinhos na mesa mais distante possível da tal 'churrasqueira da morte' - como vocês se referiram de forma bastante depreciativa ao utensílio. E vocês terão também sua mesa de saladas de merda, incluindo tomates hidropônicos da casa do caralho & arrozinho grudento pra comer de pauzinho. Aqueles que, naturalmente, ainda não gostaram, podem enfiar tudo no cu.
Ah, espero que vocês todos tenham uma bosta de festa de final de ano!
E que dirijam muito, muito bêbados e morram todos, todinhos esturricados por aí.
Escutaram?
A Vaca, diretamente da puta que os pariu.
____________ _________ _________ _________ _________ _________ _________ ____

De : Dr. Pacheco - Diretor de Recursos Humanos INTERINO

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários
Data: 10 de dezembro
Assunto: Patrícia Gomes e Festa de Final de Ano

Tenho certeza que falo por todos desejando para a Patrícia um rápido restabelecimento para sua crise de stress.

Por conta deste fato, a diretoria decidiu cancelar a Festa de Final de Ano e dar folga remunerada para todos na tarde do dia 23 de dezembro.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

John Lennon - Tributo

John Lennon 9.10.1940 - 08.12.1980

Imagine. Sim, imagine se um homem, nascido em uma pequena cidade inglesa chamada Liverpool, deixasse de expressar seus sentimentos, ficasse no conformismo, na indiferença e tantos outros modos de inércia imperar às suas circunstâncias? Certamente não estaria em evidência no meu e nos milhares de textos publicados a seu respeito. Não seria o notório John Lennon músico, compositor, escritor e ativista em favor da paz.

Mesmo assassinado há 30 anos, Lennon imortalizou-se com um sonho. "Imagine" ecoa porque é uma questão de agir, de sentir e de não sonhar sozinho:
Imagine que não há paraíso
É fácil se você tentar
Nenhum inferno abaixo de nós
Acima de nós apenas o céu
Imagine todas as pessoas
Vivendo para o hoje

Imagine não existir países
Não é difícil de fazê-lo
Nada pelo que matar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz

Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Espero que um dia
você se junte a nós
E o mundo, então, será como um só

Imagine não existir posses
Me pergunto se você consegue
Sem necessidade de ganância ou fome
Uma irmandade de homens
Imagine todas as pessoas
Compartilhando todo o mundo

Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Espero que um dia
Você se juntará a nós
E o mundo, então, será como um só

90 anos de Clarice Lispector



Dia 10/12/1920 nascia a mais braso-ucraniana. Comemoremos, neste mês, os 90 anos de nascimento de uma das maiores mulheres da literatura do nosso país. Sua capacidade de enxergar e materializar em palavras a profundidade da alma é inquestionavelmente profunda. Mais do que dizer algo a respeito dela, prefiro que ela mesma coloque-se à luz com suas próprias palavras:






"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta o nosso edifício inteiro."

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro..."

"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."

"Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas."

Dados obtidos em livros da autora, sites da Internet.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Zazie and Christophe Willem "Jacques a Dit"

Se tem um trabalho musical que admiro muito é o de Christophe Willem. Muitos brasileiros não o conhecem.

Jacques a dit? Je suis brésilien et je dis que je suis également fasciné par la voix de Christophe Willem et Zazie.
Jacques diz? Eu sou brasileiro e eu digo que sou fascinado pela voz de Christophe Willem e Zazie.

Confira:



Je suis un oiseau
Qui est, tombé de haut,
Je traîne , ma peine,
Une larme qui coule j’ai,
Dans la gorge une boule
Comme une pierre ,qui roule
Perdu l’innocence des jours
Passés dans la cour de l’école
Du bonheur j’en ai pas
Y’en a que pour pierre et Paul

(refrain)
Jacques a dit cours jacques a dit vole
Mais pas le jour où je décolle
Jacques a dit cours jacques a dit aime
J’ai beau t’aimer tu pars quand même
Jacques a dit marche jacques a dit rêve
Me fait tant marcher que j’en crève
Jacques a dit certes je lui pardonne
Jacques est un rêve pas un homme ,reste

Une mélancolie cachée ,sous mon manteau de pluie
Qui traîne ,encore
Je ne sens plus le vent dans mes voiles
Dis moi à quoi me sert mon étoile
Si je perds ,le nord
Mes îles je les ai méritées
Mes ailes je les ai pas volées
J’ai tout fait comme tu m’as dit
Mais le rêve s’évanoui

(refrain)
Jacques a dit certes des tas de choses ,
mais sur la vie pas toute rose

J

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Frei Agostinho J. do Valle, OCD* - Saudades


Sempre digo que saudade a gente só tem do que é bom e o Frei Agostinho, durante a convivência na Catedral de São Miguel Arcanjo, deixou marcas aos fiéis. Principalmente pelo bem-querer. Sempre ressaltava o valor do meu cantar. Dizia que sentia-se no céu ao ouvir-me entoar as canções.
Frei Agostinho José do Valle, dizer que "a saudade é o amor que fica de quem se vai" é a forma mais digna pra ti. Pois, "nem a morte (...) pode nos separar do amor de Deus." (Romanos 8,38)

*O.C.D. = Ordem dos Carmelitas Descalços.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Como deixar alguém sem palavras

A propaganda abaixo demonstra como que é deixar alguém sem palavras. Literalmente.
O desfecho deste filme explica o motivo. Confira.



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

ALIENAÇÃO PELA PRIVADA



Alienação: Indiferentismo moral, político, social ou mesmo apenas intelectual. Ou seja, é antônimo de acepção, engajamento, participação.

Veja só a alienação em que meu amigo jornalista Daniel Reis passou.


Nem saúde privada adianta

A dor moral é ainda maior que a dor física

Eu estou com um sentimento ruim que não passa. Antes de quarta-feira era uma dor no peito, que começou a me preocupar por ser crescente e com reflexos físicos aparentes. Odeio ir ao médico, consultórios me dão arrepios. Por insistência da família e amigos resolvi acionar o meu plano de saúde para o qual mensalmente pago R$155,00, Dix20 da Amil, isso há quase um ano e só o utilizei duas vezes (essa foi a segunda). E por essa necessidade sofri uma das maiores humilhações da minha vida e por eu ainda estar indignado é que compartilharei essa experiência com vocês. Temos que refletir e agir.

No meu primeiro contato com a atendente ela me informou que apenas teria agenda para duas semanas adiante. Não vi muita alternativa e aceitei, marquei a consulta na Zona Leste, na Avenida Pires do Rio (próximo de onde moro). Para aquele dia precisei desmarcar tudo, queria apenas resolver essa dor, pois quando se trabalha com jornalismo você conhece pessoas com histórias de saúde fatídicas e mesmo você não sendo um hipocondríaco a sua mente começa a criar ideias nada agradáveis sobre a provável origem do problema.

O tempo passou e então chegou o esperado dia da consulta. Eram 14h e estava no meu carro ao lado da minha namorada, que hoje é meu braço direito nos processos de captação de recursos para projetos culturais. No meio de um trânsito infernal, ao sairmos do Belém, o combinado seria ela me levar para o consultório e ir direto para a Avenida Paulista para outra reunião. Então liguei para o médico JOSE TELLES CLARO (CRM: 24889) apenas para confirmar a consulta e o endereço. Para a minha surpresa uma atendente chamada ISAURA, disse que o consultório (para o qual eu havia ligado há duas semanas) apenas atendia na Avenida Paulista e zombou do fato de precisar de um médico numa região tão afastada quanto São Miguel Paulista, que segundo ela "é quase no fim de tudo".

São Paulo é uma cidade enorme e pela minha profissão circulo por todas as regiões, e conheço de mansões a favelas. Além disso, independente dos quilômetros de distância que são Miguel fique do centro isso não significa que a população daqui não mereça um atendimento de qualidade, seja lá em qual setor. Tenho orgulho da minha história ter iniciado nesse bairro, já viajei por todo o Brasil, mas amo esse lugar por meus amigos e família estarem aqui. Nesse local desenvolvi meus primeiros projetos, escrevi meus primeiros textos e conheci pessoas incríveis de projeção profissional e intelectual admiráveis. Artistas, professores de universidades públicas e particulares, escritores, documentaristas, poetas, arquitetos, pesquisadores, tantos que nem dá pra listar.

Senti raiva, mas não quis revidar, apenas disse tchau e desliguei. Confuso liguei para o número alternativo e a cidadã atendeu novamente. Riu, disse que eu já havia ligado e pergunto o que eu queria. Eu resolvi aceitar a realidade e marcar um consulta na Avenida Paulista, ela me tratou como se estivesse fazendo um grande favor, e reservou um espaço na agenda para mim às 15h45 daquele dia. Precisei desligar o telefone para não levar uma multa e liguei novamente apenas para confirmar o número da minha carteira do plano de saúde. Como eu quase não uso o plano senti dúvidas de onde estava o número que precisava falar para ela. Ai, o bicho pegou. A todo momento me chamando de “BEM”, disse que não tinha tempo a perder e então perguntei se ela estava nervosa. Ela retrucou dizendo que não tinha obrigação de marcar a minha consulta (esta que eu já havia marcado e pela qual esperei por duas semanas) e desligou na minha cara.

Achei que eu fosse explodir, na minha quarta ligação apenas desabafei. Apenas ressaltei a forma como estava insatisfeito com o atendimento. E ela gritou comigo. Vocês já viram uma atendente médica gritar com um paciente. Então disse a verdade, que ela era uma grossa e mal-educada e mais uma vez o telefone foi desligado. A minha dor naquele momento era outra, eu estava indignado me sentindo um lixo. Decidimos que iríamos ao consultório, no mínimo falar com o médico sobre o tipo de empregados com os quais ele trabalha.

O endereço era pomposo: Avenida Paulista, 2006, conjunto 1015. Uma bela recepção no hall de entrada, com um atendimento muito melhor do que o que encontramos no consultório. Subimos e a mulher mandou esperarmos. Vi indícios de grosseria com mais dois pacientes que estavam ali para retorno. Incrível, se o endereço chamava a atenção, o consultório era uma saleta, com espaço claustrofóbico para espera e com algumas pessoas do lado de fora.

Quando essa secretária leu o meu nome nos documentos, os olhos dela saltaram e sua voz alterou de tal forma que parecia que a estávamos ameaçando. Sendo que a única coisa que eu queria era fazer a minha reclamação para o médico. Fomos insultados, disse que chamaria a polícia e ainda disse que bateria na minha namorada, tudo de forma gratuita. Algo que eu nunca passei nem em bares, não éramos bem-vindos pelo simples fato de estarmos insatisfeitos.

Mas a nossa decepção foi maior quando o médico saiu da sala dele, e ao nos dirigir a palavra disse que aquilo não era um hospital público e zombou do nosso plano de saúde na frente de todos. Quando tentamos argumentar o “doutor” virou as costas e bateu a porta na nossa cara. A secretária sorriu e minha namorada num ataque de raiva jogou os papéis da mesa dessa mulher para o alto. Um ato impensado, um impulso que surgiu por uma pressão social, por uma ridicularização perante a qual ficamos atônitos.

Eu denunciei esse médico para o Plano de Saúde e irei redigir uma carta para a ouvidoria do Conselho Regional de Medicina. Eu jamais passei por isso nem durante a produção de documentários ou matérias políticas e de denúncia. Jamais, quando o médico riu do meu plano de saúde o que ele quis dizer? Será que foi: “Cara, faça um plano mais caro e ai eu te atendo melhor. Pois sou muito importante para receber tão pouco”. Aquela atendente desequilibrada é fruto de uma liderança pífia e preconceituosa, é o resultado de uma total falta de qualificação profissional e essa trupe de mal-educados são ícones do sucateamento da situação do setor de Saúde Brasileiro. No meio de todo esse barraco a minha dor física ficou até pequena, mas agora o problema é moral. E pensar que tudo isso poderia ser evitado pela bela e boa educação, mas isso vem de berço não se aprende na universidade.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Revista Realidade - por José Hamilton Ribeiro




Entre André Lóssio e Simone Alauk, o jornalista José Hamilton Ribeiro.
Ah! E o dedo do fotógrafo.

Assim como característica de contar em primeira pessoa, eu e minha colega, Simone Alauk, contaremos sobre a recompensa do esforço para entrevistar nossa maior fonte para o trabalho acadêmico sobre a revista Realidade, o jornalista José Hamilton Ribeiro. Uma entrevista que, em princípio, seria em um percurso de meia hora do bairro da Aclimação até o aeroporto internacional de Cumbica /Guarulhos-SP , acabou sendo de três horas num restaurante do próprio aeroporto. Tudo porque o vôo, programado às 13:30hs, foi adiado para um horário noturno.
José Hamilton indiscutivelmente foi muito atencioso conosco. Em três anos de estudos de jornalismo, aqueles instantes com ele valeram todo o curso. Contou-nos sobre momentos bons e maus da vida. Principalmente sobre a cobertura que fez na guerra do Vietnã para a "Realidade", que lhe custou a perda de uma perna ao pisar em uma mina terrestre. Disse que após o acidente teve um tempo que não queria
falar sobre o episódio para não ficar remoendo, pois queria superar o trauma. Comentou que tinha consciência da fama de 15 dias pela situação de risco mas que não
queria ser conhecido apenas por esse acidente de trabalho.
Hamilton Ribeiro diz que a profissão de repórter tem seus riscos, tanto num morro de uma favela quanto numa guerra do Vietnã. E enumera os motivos que levam o jornalista para obter a notícia em situações adversas: vaidade, espírito de aventura, ambição profissional e uma "pitada de falta de juízo". E complementa que, para ser jornalista, é preciso ter vocação, acreditar que o exercício da profissão traz sentido histórico onde o fato acontece. Que a verdadeira função do jornalismo é vencer tiranias, o preconceito, denunciar, compreender complexos sociais em uma sociedade livre. E é o jornalismo que geralmente denuncia antes de qualquer outra instituição.
Para ele, a revista Realidade foi fruto de circunstâncias acontecidas na década de 1960 como, por exemplo, a pílula anticoncepcional, os Beatles, valorização da sexualidade. Segundo ele, um mundo de criatividades, crescente busca por questões existenciais que rompiam os tabus. Uma outra circunstância marcante foi a da ditadura militar. Zé Hamilton, como é mais conhecido, relata uma frase de seu amigo de trabalho 'Robert', ou seja, o então presidente da Editora Abril, Roberto Civitta, "nunca trabalhei numa equipe criativa como aquela", comenta.
Foi tão boa a conversa que rende, até mesmo, um TCC sobre o considerado "príncipe do jornalismo" para os repórteres.
Em breve, meu grupo publicará mais depoimentos sobre esse corajoso jornalista, armado de bloco de notas e caneta: José Hamilton Ribeiro.


























Assista a entrevista com José Hamilton Ribeiro

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

A IMPORTÂNCIA DO ENTUSIASMO



A palavra entusiasmo vem do grego e significa ter um deus dentro de si.

Os gregos eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses.

A pessoa entusiasmada era aquela que era possuída por um dos deuses e

por causa disso poderia transformar a natureza e fazer as coisas acontecerem.

Assim, se você fosse entusiasmado por Ceres (deusa da Agricultura)

você seria capaz de fazer acontecer a melhor colheita, e assim por diante.

Segundo os gregos, só pessoas entusiasmadas eram capazes de vencer os desafios do cotidiano.

Era preciso, portanto, entusiasmar-se.

Assim, o entusiasmo é diferente do otimismo.

Otimismo significa acreditar que uma coisa vai dar certo.

Talvez até torcer para que ela dê certo.

Muita gente confunde otimismo com entusiasmo.

No mundo de hoje, na empresa de hoje, é preciso ser entusiasmado.

A pessoa entusiasmada é aquela que acredita na sua capacidade de transformar as coisas, de fazer dar certo.

Entusiasmada é a pessoa que acredita em si. Acredita nos outros.

Acredita na força que as pessoas têm de transformar o mundo e a própria realidade.

E só há uma maneira de ser entusiasmado.

É agir entusiasticamente!

Se formos esperar ter as condições ideais primeiro, para depois nos entusiasmarmos,

jamais nos entusiasmaremos com coisa alguma, pois sempre teremos razões para não nos entusiasmarmos.

Não é o sucesso que traz o entusiasmo, é o entusiasmo que traz o sucesso.

Conheço pessoas que ficam esperando as condições melhorarem, a vida melhorar, o sucesso chegar, para depois se entusiasmarem.

A verdade é que jamais se entusiasmarão com coisa alguma.

O entusiasmo é que traz a nova visão da vida.

Nesta semana, gostaria de perguntar a você como vai o seu entusiasmo.

Como vai seu entusiasmo pelo Brasil, pela sua empresa, pelo seu emprego,

pela sua família, pelos seus filhos, pelo seu amor, pelo sucesso de seus amigos?

Se você é daqueles que acham impossível entusiasmar-se com as condições atuais, acredite jamais sairá desta situação.

É preciso acreditar em você.

Acreditar na sua capacidade de vencer, de construir o sucesso, de transformar a realidade.

Deixe de lado todo o negativismo. Deixe de lado o ceticismo.

Abandone a descrença e seja entusiasmado com sua vida e principalmente entusiasmado com você.

Você verá a diferença.


Fonte: site do Colégio do Instituto Batista Americano (Volta Redonda/RJ)

http://www.colegiobatistavr.com.br/site_batista/exibir_palavra.asp?palavra=O%20PODER%20DA%20MOTIVA%C7%C3O

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

DITADURA - BURACO NEGRO NO SOLO DO BRASIL


Esse texto foi uma proposta acadêmica de análise sobre cultura brasileira - DITADURA.

Vladimir Herzog é um nome muito recorrente e atrelado não só como um prêmio, mas que nos remete a questões de heroísmo no censo jornalístico, da imprensa. Suicídio? Não. Assassinato, mesmo, irmão.

Ditadura, autoritarismo, repressão são palavras que não têm como dissociar na história do Brasil. O ato institucional nº 5, mais conhecido sob a sigla ‘AI5’, está ligado a uma outra palavra que considero sinônimo: silêncio. Silêncio às manifestações artísticas, intelectuais, à democracia. “Cadeira do dragão” e “pimentinha”: meios de tortura e repúdio às diferenças.

A agressividade foi plena demonstração de impotência do governo militar.

Esse período ditatorial, com o intuito de controlar a sociedade civil, trouxe para hoje um legado às comunicações de massa, uma forma mais organizada com a criação de institutos mais articulados do Estado.

Considero a ditadura militar brasileira como um caso sombrio, um buraco negro na história do país. Enquanto que na década de 1940 e 1950 havia uma abertura aos meios de comunicação de massa. Na década de 1960 até meados de 1980 houve um retrocesso no direito de ouvir, falar, ver, sentir por meio da censura.

Nasci pouco antes da atual constituição federal de 1988, que voltou a incluir a liberdade de expressão. Nas lembranças da infância, recordo-me do mito de medo criado sobre os militares quando minha mãe dizia: “menino, saia da rua senão o 'camburão' vai te pegar”. Essa advertência tem um resquício de toda uma época em que o medo era uma questão para obter "ordem".

Liberdade de expressão é como foi a voz sem temor de uma brasileira carinhosamente chamada de pimentinha:

sei que uma dor assim pungente não há de ser inutilmente... a esperança dança na corda bamba de sombrinha e, em cada passo dessa linha, pode se machucar (...) sabe que o show de todo artista tem que continuar".

André Lóssio

Dica de Músicas Instrumentais

AQUARELA DO BRASIL - Ari Barroso - MIDI Orquestra By Daniel Figueiredo
JINGLE DA 28ª CAMINHADA DA RESSURREIÇÃO - By André Lossio & Adriana Lossio
CÉU DE SANTO AMARO - RENNO PIANO SOLO
SET FIRE TO THE RAIN - Adele Instrumental
I LOOK TO YOU - Tribute to Whitney Houston - Piano von Norbert Lang
ONE MOMENT IN TIME - Guitarrista Stephen Peters - Tribute to Whitney Houston
EU NUNCA AMEI ALGUÉM COMO EU TE AMEI - Instrumental
ROLLING IN THE DEEP - Piano & Cello
WONDERFULL WORLD - Meet Joe Black Soundtrack
SOMEONE LIKE YOU - Instrumental Orquestral Best Quality
VIVA LA VIDA - 2 CELLOS - Luka Sulic & Stjepan Hauser
ORAÇÃO AO TEMPO - Instrumental Caetano Veloso