Páginas

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Não sei o que me reserva o futuro mas de uma coisa não titubeio em saber: este momento é único. Isso mesmo. Estas palavras que acabo de escrever e que você acaba de ler é, por exemplo, um instante único.

Muitos dizem que sou um ser passional com algumas coisas. E confesso: sou.

Cada vez que há um problema, ficar nervoso ou perder o equilíbrio só faz criar outros.

Certa vez, estava com alguns amigos em um grande parque de diversões. Notei que havia perdido meu aparelho celular ao sair em um dos brinquedos. Fiquei preocupado e logo perguntei a todos eles se haviam encontrado e disseram que não. Me ofereceram um cartão telefônico para contatar o meu número. Ao ligar, uma pessoa de voz feminina atendeu e informei a situação e se poderia me devolver. Me surpreendi ao ouví-la dizer que não faria a devolução pois o vacilo era meu. Argumentei dizendo que era de muita importância ter o aparelho de volta, pois servia também como instrumento de trabalho. Enquanto esse diálogo prosseguia em torno do telefone público, meus amigos se irritavam pronunciando várias palavras de baixo calão ao perceberem a falta de sensibilidade da mulher. Como a situação foi um desagravo, desliguei. Obviamente, em lacrimejos, fiquei chateado e refletindo aquela indiferença enquanto era consolado por todos e voltamos a caminhar no parque. Mas qual foi a descoberta? Essa tal mulher insensível e desagradável era, nada mais nada menos, um de meus amigos que simulou a personagem feminina quando apareceu ao entregar o meu aparelho celular e que, sinceramente, nem me dei conta de sua ausência durante toda aquela situação. E todos gargalhavam por eu ter acreditado.

Passado alguns minutos esse mesmo amigo, que criou toda a brincadeira, fez um elogio e parabenizou pela minha conduta durante a conversa no telefone. Admirou-se, principalmente, por eu não ter expressado nenhuma palavra ofensiva. Fiquei contente pela observação. E percebi que, até nas brincadeiras, nossa conduta é sempre analisada. E a esse meu amigo só respondi: as palavras têm poder. Mais que palavras; gestos!


Pensem nisso.

2 comentários:

Débora Almeida disse...

Amado ... André... adorei o texto e como te conheço muito bem sei uqe é muito sincero tudo que expressou aqui... Realmente quero um dia ter esta paciencia e educação que tu tem... sucesso voce vai longe ... bjos Dé

• Thamy • disse...

Oi ANdre, falei q ia passar por aki neh! Gostei, mto bacana seus textos, continue escrevendo sempre q possivel! Mto sucesso!! Beijos - Thamy

Dica de Músicas Instrumentais

AQUARELA DO BRASIL - Ari Barroso - MIDI Orquestra By Daniel Figueiredo
JINGLE DA 28ª CAMINHADA DA RESSURREIÇÃO - By André Lossio & Adriana Lossio
CÉU DE SANTO AMARO - RENNO PIANO SOLO
SET FIRE TO THE RAIN - Adele Instrumental
I LOOK TO YOU - Tribute to Whitney Houston - Piano von Norbert Lang
ONE MOMENT IN TIME - Guitarrista Stephen Peters - Tribute to Whitney Houston
EU NUNCA AMEI ALGUÉM COMO EU TE AMEI - Instrumental
ROLLING IN THE DEEP - Piano & Cello
WONDERFULL WORLD - Meet Joe Black Soundtrack
SOMEONE LIKE YOU - Instrumental Orquestral Best Quality
VIVA LA VIDA - 2 CELLOS - Luka Sulic & Stjepan Hauser
ORAÇÃO AO TEMPO - Instrumental Caetano Veloso